15 de outubro de 2009

Os Tipos de Mercantilismo

O Mercantilismo, que durou até o século XVII, está ligado a formação das Monarquias Nacionais europeias, e é considerado a política econômica do capitalismo comercial do Estado moderno. Como já dito, os burgueses foram essenciais no fortalecimento do Estado, devido suas contribuições financeiras.
As Grandes Navegações, instrumento básico do Mercantilismo, foram responsáveis pela descoberta de novas terras. E sua principal consequência foi a descoberta de metais preciosos como ouro e prata pelos espanhóis, nas minas do México, Peru e Bolívia, causando grande transporte de produtos preciosos por toda a Europa. Estima-se que entre 1521 e 1600 foram transportadas da América , pelos espanhóis, mais de 18.000 toneladas de prata e 200 toneladas de ouro. Apesar de rigorosas proibições de seus reis, a prata e ouro dos espanhóis se espalharam pela Europa Ocidental.

O aumento excessivo da circulação de metais preciosos gerou desordens monetárias que levaram a inflação, e, posteriormente, a Revolução dos Preços, que foi a alta dos preços e salários. A prática mercantilista utilizada pelos espanhóis foi chamada de metalismo ou bulionismo, que caracterizou-se pelo acúmulo de metais preciosos.

A França possuía um chefe do ministério para controlar sua economia, chamado de Jean-Baptiste Colbert.
Colbert via grande importância no Mercantilismo e valorizava muito a exploração de metais preciosos, os quais, segundo ele, eram a essência da riqueza de um Estado. Por isso, proibiu a exportação de metais, desenvolveu a navegação, aumentou as colônias francesas e criou várias companhias de comércio.
A atividade comercial dos francesese era baseado na exportação de artigos de luxo e produtos agrícolas. A prática mercantilista utilizada pelos franceses foi chamada de colbertismo.

Apesar do desenvolvimento da indústria nacional, a contratação de mão-de-obra especializada e os subsídios dado as empresas, foi inevitável o encarecimento dos produtos industriais, devido às guerras realizadas pelo Rei-Sol. Porém, subsitiu na França uma marinha renovada, uma legislação comercial atualizada e uma moderna e próspera tecelagem.

O Mercantilismo inglês só se desenvolveu, profundamente, no século XVII. Utilizando-se de seu pretexto religioso, a Inglaterra protestante fez ofensivas mercantis nas campanhas contra Espanha e França, que eram católicas.

Possuíam uma poderosa marinha mercante e de guerra, e através da contratação dos serviços piratas, os quais eram realizados pelos corsários, a Inglaterra aumentou sua riqueza. Com os Atos de Navegação, os ingleses tinham o objetivo de anular a supremacia holandesa no comércio de mercadorias e conquistar essa hegemonia para eles próprios. Isto estimulou a indústria, principalmente a têxtil.
Assim, a prática mercantilista utilizada pelos ingleses foi chamada de comercial e, posteriormente, de industrial.
Os Países Baixos (Holanda e Bélgica) possuíam a mais antiga atividade comercial e de indústria têxtil, o que aumentou ainda mais com a chegada de judeus portugueses e espanhóis convertidos ao cristianismo. Os flamengos, isto é, originados de Flandres, atual Holanda e Bélgica, criaram as Companhias de Navegação, as quais se aproximaram do comércio oriental das especiarias. As companhias eram financiadas pelo Estado e pelo banco de Amsterdã.
A primeira foi a Companhia das Índias Ocidentais, que influenciou na criação de várias outras, principalmente na Inglaterra. Havia a defesa da liberdade de fabricação e de comércio e um interesse maior pelo comércio internacional do que pela produção nacional. Dessa forma, a prática mercantilista dos flamengos foi chamada de industrial e comercial (misto).
O Mercantilismo estava a serviço do poder estatal, o qual era muito rigoroso, dessa forma, surge no século XVIII a ideia do Liberalismo, que propunha maior liberdade comercial e extinção do intervencionismo do Estado.
Obs.: A primeira imagem representa um navio da época mercantilista; a segunda, o ministro da economia francesa Colbert; e a terceira, um corsário ou pirata.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Postar um comentário